IMG_07373
/ Disneyland California

Como se casar em Las Vegas com e como o Elvis

Como vocês já devem saber, durante a nossa viagem pela Califórnia, nos casamos em Las Vegas, aliás, renovamos os votos, pois como já somos casados, não é realmente um casamento de verdade.

Pausa para reforçar que Las Vegas não fica na Califórnia e sim no estado de Nevada, porém fica a aproximadamente 400km de Los Angeles, portanto incluímos no nosso roteiro. Mas como isso não tem nada a ver com o casamento, vamos voltar ao assunto principal. Aliás casamento e Las Vegas também não tem nada a ver com o tema do blog, mas como muita gente pediu informações, aqui está nosso relato.

Bem, nossa viagem estava marcada e faltando alguns meses falamos meio de brincadeira de nos casarmos novamente e em Las Vegas, já que o local é conhecido pelos seus casamentos relâmpagos.

Nisso meu marido disse que só queria se fosse com a presença de um Elvis Presley… Logo pensei “que coisa mais cafona” e relutei… Filhota estava junto na conversa e ficou toda animada e insistiu que queria o Elvis. Ideias vão, ideias vem, ele inventa de ir fantasiado de Elvis. Nada podia estar pior…

Até a hora que eu falei “e eu poderia ir de Marilyn”. Pronto!!! O que estava ruim, poderia se tornar pior e se tornou… Ele adorou a ideia, filhota se empolgou horrores e fui voto vencido… E já que era para fazer uma bizarrice dessas, que fosse em Las Vegas, lugar onde vale tudo e qualquer coisa que fizéssemos seria menos bizarra do que algo que alguém já tenha feito anteriormente na cidade.

No mesmo momento comecei a olhar na internet se conseguia encontrar alguma informação, afinal não sabíamos nem por onde começar… De cara encontrei um post da Claudia, velha conhecida que escreve o blog Aprendiz de Viajante e lá ela conta que fez uma renovação de votos em Las Vegas numa das capelas onde o Elvis era o celebrante: a Graceland Chapel.

Pronto!! Era tudo o que precisávamos: já tínhamos uma ideia de jerico e uma indicação de capela com o Elvis. Bora partir para a ação!

Como organizar um casamento em Las Vegas

A partir daí foi só começar a organizar aquilo que estava anunciado como o mico do século. Acessei o site da capela e lá eles já informam os pacotes disponíveis; existem opções de US$200,00 a US$800,00.

Escolhemos o pacote Can’t Help Falling In Love, que custa US$430,00 (mais gorjetas e taxa do celebrante – que já falarei mais adiante). Esse pacote inclui 3 canções cantadas ao vivo pelo próprio Elvis (afinal de contas Elvis não morreu), um buquê com 6 rosas, uma rosa para o “terno” do noivo, 9 fotos impressas em tamanhos variados, o DVD da cerimônia, um certificado do nosso casamento e uma cópia do certificado do casamento do Elvis com a Priscilla (algo realmente importante e que sem ele o casamento não seria completo… #sqn).

Todos os pacotes incluem um fotógrafo e a limousine com motorista que busca os noivos no hotel.

Na internet, é possível adquirir e agendar todo o pacote. Você ainda pode incluir opcionais como bolo, adquirir flores ou fazer um upgrade no buquê. Nós só adquirimos uma cestinha com pétalas de flores para minha filha jogar na entrada, que custou US$25,00.

Nesse formulário na internet você já preenche os dados dos noivos, data e horário pretendido e se é uma renovação de votos ou um casamento de verdade. E outro detalhe: no site, eles diziam ter celebrantes que falavam português, então pedimos um.

É na internet mesmo que você coloca os dados do seu cartão. Eles informam que um débito de US$100,00 será feito e que o mesmo não é reembolsável. No mesmo dia recebemos um email com a confirmação e algumas instruções entre elas:

– Deveríamos pagar a diferença do valor lá no dia e que não deveríamos esquecer de levar o valor ou cartão.

– Deveríamos levar em espécie os valores das gorjetas e taxa do celebrante. Eles deram uma sugestão de valores: US$60,00 para o celebrante, US$20,00 para o fotógrafo e US$40,00 para o motorista da limousine. Portanto, a brincadeira já encarece US$120,00, além do valor da cerimônia.

– Nossa cerimônia estava agendada para às 11h e que a limousine iria nos buscar às 10h30 e que deveríamos aguardar no nosso quarto, pois o motorista iria nos ligar.

– Deveríamos informar um dia antes o número do nosso quarto no hotel Paris, onde estaríamos hospedados.

– Como se tratava de renovação de votos e não um casamento verdadeiro, não precisaríamos levar nenhum documento. No caso de um casamento real, as instruções estão no site.

O email era bem explicadinho e não tivemos nenhuma dúvida.

Nosso agendamento foi em agosto e a cerimônia só seria em janeiro. Nesse meio tempo não fizemos mais nenhum contato e somente avisei um dia antes, como solicitado, qual o número do nosso quarto ligando lá.

Como é o casamento em Las Vegas com o Elvis

Dois dias antes peguei uma gripe daquelas (até febre eu tive) e meu marido chegou a perguntar se eu queria cancelar o casamento. De jeito nenhum!!! Chegamos até lá com esse mico na cabeça e aos 45 do segundo tempo íamos cancelar… Nem que eu entrasse na capela de gatinho, eu ia.

No dia do casamento eu não estava 100% bem, mas já tinha tomado alguns daqueles remédios americanos “levanta-defunto” e já estava bem melhor.

Começamos uma verdadeira maratona logo cedo para nos aprontarmos, pois não se esqueçam que estaríamos fantasiados. Uma das nossas grandes preocupações era o clima, pois principalmente o meu vestido era completamente desprotegido e se estivesse muito frio ia ser muito sofrido. Uma semana antes chegou a fazer -2ºC em Las Vegas. Mas amanheceu relativamente quente (por volta de uns 18ºC) e foi mais tranquilo.

Um vestido aqui, peruca ali, óculos escuros acolá, o telefone toca e era o nosso motorista avisando que deveríamos esperar às 10h30 na entrada principal.

Preocupada porque o hotel é muito grande e os elevadores às vezes demoram muito, fiquei insistindo para descermos logo e por volta de umas 10h15 fomos caminhando para a porta vestidos de Elvis, Marilyn e filhota com vestido dos anos 50.

No elevador o primeiro mico: um senhor americano perguntou se estávamos indo para alguma performance. Quando dissemos que era renovação de votos, ele ficou todo sorridente e desejou felicidades.

Chegamos ao térreo e tivemos que passar pelo meio do cassino… As pessoas olhavam, se cutucavam, riam… Nessa hora eu pensei “que diabos estou fazendo aqui…”.

Paramos na porta e ficamos esperando o motorista… Eu não olhava nem para o lado, pois para onde eu olhava tinha alguém olhando para nós.GOPR0976

E como eu já disse que tudo o que está ruim, pode piorar, um cara (gringo também) pediu para tirar fotos com a gente. Nessa hora, minha filha, que até então estava amando tudo, disse: “Agora eu também fiquei com vergonha”.

E ainda ficamos ali quase uns 10 minutos naquela situação vexatória, justamente porque eu tinha falado para descermos logo.

2015-01-16 10.25.00 2015-01-16 10.25.14 2015-01-16 10.27.08

Logo chegou nossa “discreta” limousine branca e lá fomos nós.2015-01-16 10.32.12

Chegamos lá e nessa hora tivemos que fazer o pagamento do valor restante. É um tal de passa cartão, cartão rejeitado, passa de novo, cartão aprovado… Nada romântico!!!DSC07624 DSC07627

É tudo muito “drive thru”… Nossas flores já estavam separadas na recepção. Já nos passaram as instruções e pediram para que aguardássemos um pouco. Ali mesmo eles vendem flores, alianças e uns souvenirs para aqueles noivos desprevenidos.DSC07614 DSC07615

Fomos direcionados à capela. A frustração da minha filha foi que não haveria convidados: “Mas não vai ter ninguém nesse casamento?”

Em seguida aparece o celebrante e o Elvis, um cara de mais de 1,90m.

Pausa para uma informação: como pedimos um celebrante que falasse português, imagino que por isso que não foi o próprio Elvis que celebrou o casamento, pois os demais que eu vi, eram com o Elvis como “juiz de paz”. Então tínhamos um celebrante (um americano casado com uma brasileira de Minas Gerais e que falava um português com bastante sotaque) e um Elvis (que não entendia uma palavra do que estava sendo dito).

Bem, todos a postos: celebrante no “altar”, marido me esperando, filhota posicionada com sua cestinha e eu de braço dado com aquele enorme Elvis de peito de fora… lá fomos nós para para a cerimônia.

O Elvis foi tocando violão e cantando Can’t Help Falling In Love, enquanto filhota jogava as pétalas pelo caminho. As próximas fotos, durante a cerimônia, são todas do fotógrafo.

IMG_0698 IMG_0701 IMG_0702

No final do corredor, estava meu marido que me recebeu e ainda foi cumprimentado pelo Elvis, como se o mesmo fosse o pai da noiva.

O celebrante falou algumas palavras sobre amor, respeito e etc e nessa hora, se você não está preparado, é capaz de chorar porque é emocionante, mesmo. Mas só de pensar que eu estava com aquela peruca loira, eu acabava tendo vontade de rir, então não chorei.

Logo em seguida o celebrante nos pediu para falarmos “nossos votos” um para o outro. E quem é que disse que eu tinha algo programado? Eu nem sabia que teria que dizer alguma coisa… Tivemos que improvisar e saiu o que veio à cabeça na hora. (Atenção: se for fazer essa cerimônia nos mesmos moldes, já vai ensaiando o que dizer).

Logo em seguida o Elvis canta a segunda música, Love me Tender.

Então nosso celebrante perguntou se tínhamos algum anel ou aliança. Não tínhamos, mas tínhamos um berloque de casamento para a minha pulseira. Tirei a pulseira, incluímos o berloque e ele disse “pode beijar a noiva”.

2015-01-17 07.43.23

Elvis cantou sua terceira música, Burning Love. Saímos pelo corredor com ele cantando conosco, voltamos novamente pelo corredor e terminamos a música num sonoro “Yeahhhh”

IMG_0735

Assim, depois de exatos 6 minutos, nossa cerimônia se encerrou. Ainda fizemos mais algumas fotos posadas lá dentro com o Elvis, com orientações do fotógrafo. Selecionei algumas abaixo…IMG_0742IMG_0748

Eles nos entregaram os certificados, o DVD com o vídeo e as instruções para ver as fotos pela internet mais tarde.

Certificado da nossa renovação de votos

Cópia do certificado do casamento de Elvis e Priscilla

Passado tudo isso, veio a parte mais chata na minha opinião: tivemos, ali, mesmo, que entregar o dinheiro para pagamento da taxa do celebrante e a gorjeta do fotógrafo. Nosso motorista, nos levou de volta para o hotel. E nessa hora paga-se gorjeta também.

Sinceramente eles já deveriam colocar tudo isso no preço e já termos pago junto com a taxa do casamento. Coisa chata ficar dando essas gorjetas depois do casamento. Tira um pouco do “clima”.

De volta ao hotel e quando achávamos que o mico tinha acabado, resolvemos estender nossa “performance” e fomos até o letreiro famoso da cidade para fazer mais fotos, afinal de contas “tá no inferno…”

GOPR0981
O que acontece em Vegas, fica em Vegas

 

Nessa hora ainda tivemos que parar num posto de gasolina, porque o pneu do carro tinha esvaziado e não tínhamos visto antes. Tivemos que calibrar… Mais um mico para o currículo…

Porque o Elvis também calibrava pneu
Porque o Elvis também calibrava pneu

Vale a pena casar em Las Vegas?

Para nós valeu muito… Apesar do mico e de não ser algo barato, foi uma recordação para o resto da vida. Quando mais nossa filha poderia estar no “casamento” dos pais e ser daminha?

No fundo foi muito divertido e uma experiência muito legal. Vamos sempre lembrar desse dia! O que não gostamos foi realmente desse lance de ficar pagando gorjeta para todo mundo ali logo depois do casamento. Mas de resto foi nota 10!!! Claro que como já disse: tudo é meio drive thru e meio fake, mas a graça está aí.

Como baixar as fotos do casamento

Fomos orientados a acessar o site da Graceland Chapel e colocar uma senha fornecida. Lá vimos que foram tiradas no total 64 fotos.

Enviamos um email para eles perguntando sobre os valores. Eles responderam o email com as informações. O lance é o seguinte: tínhamos algumas fotos impressas inclusas no pacote, conforme já informei anteriormente. Essas fotos referem-se a um crédito de US$80,00, portanto se quiséssemos trocar por fotos digitais poderíamos abater esse valor. Isso eu achei ótimo, pois não fomos obrigados a ficar exatamente com as fotos do pacote.

Caso quiséssemos as fotos impressas, teríamos que escolher, pedir pelo site e as mesmas seriam entregues no Brasil, com custo de entrega extra.

Para os adquirir fotos digitais, o custo seria de US$10,00 por foto, porém há descontos progressivos:

Entre 40 e 59 fotos – US$9,00 cada
Entre 60 e 79 fotos – US$8,00 cada
Mais de 80 fotos – US$7,00 cada
Álbum inteiro – US$6,00 cada

Contas que eu fiz: eu tinha 64 fotos, se comprasse o álbum todo ficaria US$384,00 (64xUS$6,00). Se seu comprasse umas 30 fotos, por exemplo, custaria US$300,00 (30xUS$10,00). Então acabei comprando todas e descontando o meu crédito. Paguei US$304,00 por todas as fotos digitais em alta resolução e acabei não pegando nenhuma foto impressa.

Paguei pelo site, mesmo e 2 dias depois recebi o link para baixar as fotos.

Achei um pouco caro, mas enfim…

Onde comprar as fantasias

Todas as nossas fantasias, exceto o vestido branco, que já era meu, foram compradas na Party City ou Amazon.

Como nenhuma das duas empresas entrega no Brasil, pedimos para que tudo fosse entregue na IBA Express, em Orlando e eles enviaram para nós no Brasil.

Achei uma ótima opção, pois queríamos ter as fantasias aqui com antecedência para poder provar e fazer ajustes se necessário e usar o serviço da IBA Express, foi a solução.

Com isso fechamos tudo o que é necessário saber para se casar em Las Vegas com e como o Elvis 🙂

Se se casar em Las Vegas também, mande-nos fotos…

A Graceland Chapel fica na 619 South Las Vegas Blvd.

E se você gostar do programa Trato Feito, exibido no History Channel, a loja de penhores fica ali pertinho no 713 South Las Vegas Blvd. Nós queríamos ter passado lá, mas vestidos daquele jeito, não seria uma boa ideia…

Já conhece os serviços da Andreza?

13 comentários em “Como se casar em Las Vegas com e como o Elvis”

  1. achei suas dicas ótimas é muito divertidas. Vou em outubro para Lãs Vegas e quero é me casar lá. Tenho que deixar marcado com muita antecedência ?

  2. Que post divertido e maravilhoso!! Adorei todas as dicas!
    Eu ri muito com a sua descrição do casamento! Foi demais! O marido Elvis calibrando pneu foi o auge! hahaha
    Descobri seu site hoje pois estou planejando nossa viajem para o ano que vem, e com certeza suas postagens vão me ajudar e muti!
    Obrigada!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *