alta do dólar
/ Orçamento

Dicas para manter sua viagem com a alta do dólar

Dólar em alta e muita gente que estava economizando para fazer a tão sonhada viagem, está vendo o destino ficar cada vez mais distante. Mas existem algumas maneiras de driblar isso e garantir sua viagem mesmo com a alta do dólar.

Claro que será necessário algum esforço e você terá que abrir mão de algumas coisas, mas é melhor que não viajar. Se você seguir essas dicas acredito que possa manter os planos e finalmente fazer a viagem que deseja. A maioria das dicas se aplicam a qualquer destino, mas é claro que nosso foco aqui é Orlando.

Dicas para viajar com a alta do dólar

 

Seja flexível com datas

 

Nem sempre a data que você pretende viajar é a mais adequada em termos de preços. Se você tiver certa flexibilidade de datas, pode encontrar preços melhores ou algumas promoções e se beneficiar delas.

Claro que nem sempre é possível ser muito flexível, pois depende-se das férias da escola, do trabalho, etc… Mas se puder se ajustar à data, terá muito mais chances de garantir preços melhores e consequentemente a sua viagem.

 

Fique de olho nas promoções

 

Qualquer promoção é bem-vinda! Acompanhe os preços de passagens, promoções de hotéis… Qualquer coisa que possa significar uma economia, é importante. Para garantir bons preços de passagens, sugiro seguir o site Melhores Destinos. Eles divulgam diariamente promoções de diversas companhias aéreas e com certeza você vai encontrar um preço bom se tiver paciência.

Às vezes aparecem promoções inacreditáveis! A Disney costuma fazer em algumas épocas do ano promoções muito boas. A melhor delas é a de alimentação gratuita, que é uma economia e tanto. Aproveite para ver o post sobre quando a Disney tem promoção e ter uma boa noção dos melhores meses.

 

Considere voos menos “cômodos”

 

Avalie os voos com conexões mais “chatas” ou em horários ou dias menos desejados. Esses voos costumam ser mais em conta. Podem significar certo sacrifício na ida e na volta, mas o resto da viagem terá o mesmo sabor.Nós já abrimos mão de voo direto, porque o voo com conexão era mais em conta. Então faz parte!!

 

Reduza o número de dias na cidade

 

Se pensava em ficar 20 dias, reduza para 15. Se ia ficar 15, reduza para 12. Se ia ficar 12, diminua para 10… Lembre-se que reduzindo o número de dias na cidade, você economiza com hospedagem, transporte, alimentação, ingressos…

Muita gente acha que é só hospedagem, mas lembre-se que quanto mais dias, mais gastará com outros itens também. Portanto ficando menos dias, com certeza terá uma grande economia. Coloque na ponta do lápis!

 

Economize com alimentação

 

Comer é necessário e não é algo que você pode abrir mão, mas você pode economizar na alimentação.

Compre alimentos e bebidas no supermercado para economizar. Compre água, sucos e refrigerantes em garrafinhas, que podem ser levados para o parque. Lata não entra!E abuse dos petiscos também, que podem matar aquela fome repentina.

É permitido entrar com lanches no parque; só não é permitida a entrada com itens para piquenique ou caixas térmicas. Procure tomar café no quarto do hotel, com as coisas que comprou. Se estiver num hotel com cozinha, você pode inclusive preparar algo rápido para jantar.

Reduza as reservas em restaurantes temáticos ou com personagens. Esses restaurantes são bem mais caros e passam facilmente de US$100,00, US$150,00 para 4 pessoas. Mantenha 1 ou 2 somente para matar a vontade.

 

Corte os supérfluos

 

Essa é uma das partes mais sofridas, pois o supérfluo muitas vezes foi muito esperado e às vezes é até um sonho, mas cortá-lo pode ser um mal necessário.

Corte Bibbidi Bobbidi Boutique, corte Pirates League Eu sei… Seu sonho era ver sua filha sendo arrumada pela fada madrinha e que seu filho ia ficar lindo maquiado como o Jack Sparrow, mas realmente são itens supérfluos e com tanta coisa para fazer, seus filhos nem vão nem sentir falta disso.

Corte aquele parque bem caro, corte os passeios extras… Tire da lista aquele carro mais bambambam que vocês iam alugar… Desista do Memory Maker… Tudo isso é super bacana e faz parte da viagem, mas você pode viajar, não fazer nada disso e ainda assim se divertir e curtir muito. Com certeza a economia com esses itens será enorme e no final voltará com ótimas recordações do mesmo jeito.

 

Economize nos presentes

 

É claro que a família fica esperando aquela lembrancinha da viagem, mas não dá para trazer presente para o bairro todo, muito menos gastar horrores nisso… Então existem duas formas de economizar nos presentes: uma é reduzir a lista. Traga presentes só para quem realmente for necessário. Exclua aquelas pessoas que não são tao próximas e priorize os essenciais.

E a outra forma é evitar comprar presentes nos parques, onde tudo é muito caro. Então se quer dar algo com a marca Disney como uma camiseta, brinquedo, pelúcia, chaveiro… opte pelos supermercados que vendem dezenas de produtos da Disney, com preços infinitamente menores. Ou procure a loja da Disney nos outlets, que às vezes tem uns produtos bem bacanas em liquidação.

 

Reduza as expectativas de compras

 

Se você imaginava voltar com 2 malas de compras, esqueça e já vá pensando em uma só. Com a alta do dólar não dá (e nem compensa) comprar muita coisa. Defina um orçamento e na hora de comprar converta direitinho para ver se compensa. Muitas vezes com dólar alto os preços acabam não sendo tão convidativos.

Aproveite para abusar dos cupons de desconto. Americano adora cupom, então fique de olho em qualquer folheto que receber, pois sempre pode ter uma promoção “compre um e ganhe outro” que você nem reparou. Isso vale para restaurantes, lojas, supermercados… Não deixe de garantir o seu. Tenho um post explicando tudo sobre os cupons de desconto.

 

Evite o IOF

 

Sempre que possível evite o uso do cartão de crédito em dólar. Todas as transações em moeda internacional no seu cartão, gerará um imposto de 6,38%. Atualmente a maioria dos turistas tem levado dinheiro vivo justamente para evitar o uso do cartão. Se gastar US$1.000,00, US$63,80 ficará como imposto. E já é uma graninha significativa… Imagine multiplicando por 5. Então evite o cartão.

 

Controle as tentações

 

Cada atração vai sair numa lojinha, milhares de produtos, tudo lindo… Você fecha o olho e ouve aquele produto chamando por você, mas controle-se… 90% das coisas que você vai ver em parques são totalmente inúteis e/ ou completamente dispensáveis, apesar de fofas!

Se controle e evite gastar com isso. O rombo com esses souvenirs pode ser grande!

 

Para ajudar nas economias, veja também as nossas 10 dicas para economizar em Orlando.

 

Prontinho!!! Sua viagem está mais próxima novamente… Então aproveite e volte a planejar!

Já conhece os serviços da Andreza?

6 comentários em “Dicas para manter sua viagem com a alta do dólar”

  1. Oi,vim dar um alerta a vcs. Fiz meu planejamento de viagem e quanto iria gastar com compras, comidas e passeio. Porém ao chegar lá na empolgação não separei por cota o quanto cada um iria gastar, no fim ficou tudo misturado e acabei vindo sem comprar muitas coisas das quais estavam em minha lista, fiquei frustrada, quando percebi que já havia gastado muito e comprado pouco. Fica a dica, não deixe de separar a cota de cada um.

  2. ADOREI AS DICAS DE VOCES, TENHO PAIXÃO PELA DISNEY, JA VAI COMPLETAR 4 ANOS QUE FUI COM MINHAS FILHAS, NOS ENCANTAMOS, REALMENTE É UM LUGAR MÁGICO, NÃO VEJO A HORA DE VOLTAR. BEIJO

  3. Boa tarde.
    Gostaria de saber se vc conhece casas de câmbio aí em Orlando?
    Se é fácil comprar dólares aí?
    Cheguei de uma viagem agora e sobraram Euros e Libras, e estou indo para Orlando sexta-feira.
    Aqui no Brasil tenho que fazer o câmbio duas vezes, aí o prejuízo aumenta.
    Por isso queria trocar aí diretamente para o dólar.
    Desde já Obrigadooo.

  4. Andreza, estou indo em fevereiro para Orlando com o meu esposo e a minha filha que vai estar com 2 anos e 7 meses e gostaria de saber se U$ 8.000 dólares consigo ficar bem por lá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *