img0342
/ Minha vida e a Disney

Minha vida e a Disney: Episódio 2 – Jan/ 1997

Ingressos em 1997 já eram mais
parecidos com os modelos atuais

Dando continuidade à série MINHA VIDA E A DISNEY, venho hoje contar o que aconteceu comigo, com a Disney e com o mundo entre janeiro/ 94 e janeiro/ 97, quando fui pela segunda vez a Orlando.

As máquinas fotográficas ainda eram de filme (já deu para notar que eu sou realmente traumatizada com esse assunto), mas já eram automáticas, ou seja, não tinha importância se o filme era ASA 100, 200, 1000… a câmera já conseguia reconhecer e garantir fotos boas. Pera aí, boa é exagero; olhando hoje você percebe que a qualidade era horrível comparada com as fotos de hoje em dia, mas já era bem melhor.

Mapa do Magic Kingdom em 1997

O Brasil já não tinha aqueles índices elevadíssimos de inflação, pois o Plano Real foi implantado em julho/ 94 e US$1,00 equivalia a R$1,00. A gente era feliz e não sabia! Era muito barato viajar para o exterior.

Dois fatos foram marcantes no Brasil em 1994 além do Plano Real: Ayrton Senna morreu e o Brasil ganhou a Copa do Mundo. Entre 1995 e 1996 não me recordo de nada muito marcante.

Em 1997 a internet já começava a ser uma realidade, mas ainda engatinhava. Celulares já existiam no modelo “tijolão” e com tela verde.

E eu? Eu estava com 19 anos, já estava no terceiro ano de Administração na FAAP e já trabalhava. Na verdade era estagiária. Aliás na mesma empresa que trabalho até hoje. E guarda aí, que essa empresa ainda vai ter história por aqui.
Já conhecia meu atual marido, mas não namorávamos ainda. Então ele volta mais para frente.
Em 1996 pudemos visitar outros dois lugares legais: Cancun em janeiro e Nova York em julho. Tivemos a chance de conhecer as Torres Gêmeas.

 

 

Essa é oficialmente minha
primeira foto com o Mickey
já que a outra queimou

Em janeiro/ 1997 resolvemos fazer uma viagem à Disney. Dessa vez com meus pais. Meu pai não queria ir; achava que era muito bobo, infantil… Guarde essa informação também, que mais para frente vamos falar do meu pai também.

Mas ele concordou em ir e fomos os 4. Embarcamos numa excursão, que era o método mais seguro de se viajar a Orlando naquela época.

Lá as coisas não tinham mudado tanto desde 1994. A maioria das atrações eram as mesmas que conhecemos na viagem anterior. Mas agora tínhamos fotos! 🙂

E mesmo com tudo muito parecido em relação à viagem anterior, havia algumas novidades.

Uma das coisas muito legais dessa viagem, é que a Disney em Orlando estava completando 25 anos e o castelo no Magic Kingdom estava decorado como um lindo bolo de aniversário. Maravilhoso!!!

Além disso, havia outros locais decorados para a celebração, como na entrada do parque, onde 25 velas decoravam a estação de trem. E uma parada especial comemorava os 25 anos do complexo.

 

Foi durante essa viagem que descobrimos o Hall of Fame, local onde era possível tirar fotos com personagens. Eram três filas: uma de amigos do Mickey, outra com princesas e a terceira de vilões. E ao chegar à sala, você encontrava de 2 a 3 personagens lá dentro. Era uma festa! Essa área foi extinta para a construção da Nova Fantasyland em 2011.

 

 

Ao entrar no parque, avistava-se ao fundo
o Chinese Theather, hoje encoberto
pelo chapéu de feiticeiro

Já no antigo MGM, hoje Hollywood Studios, algumas coisas importantes aconteciam:

Tower of Terror já havia sido inaugurado há mais de 2 anos e ainda continuava sendo amplamente divulgado, provavelmente por ser a atração mais radical de Orlando naquele período.

Na época a atração tinha menos quedas, mas era igualmente impressionante. Não só pela parte radical, mas pela fila e os efeitos especiais. Uma das minhas favoritas até hoje!

 

 

Registro da nossa primeira jornada no Tower of Terror
(primeira fileira à esquerda)

 

Hunchback of Notre Dame

Outra coisa importante no MGM na época, era o show Hunchback of Notre Dame que começou a ser apresentado em 1996, onde hoje fica One’s Man Dream hoje.

O espetáculo era um musical  que contava a estória do Corcunda de Notre Dame, da mesma forma que o da Bela e a Fera, com músicas do filme e muita dança. O espetáculo ficou em cartaz até 2002. Hoje o personagem é praticamente esquecido.

Casa noturna Mannequins,
no Pleasure Island

Ainda na Disney, o que hoje chamamos de Disney Springs (antigo Downtown Disney), na época era chamado de Village e era bem menor do que é hoje.

Parte do Village, era formado pelo Pleasure Island, que era um local formado por diversas casas noturnas. Você pagava uns ingresso único e podia visitar todas as casas. E todas as noites à 0h era celebrado o Ano Novo.

O Pleasure Island existe até hoje, mas as casas noturnas foram fechadas em 2008 e atualmente abriga lojas e restaurantes.

 

Mapa de como era o Village, onde hoje fica o Disney Springs (antigo Downtown Disney)

Já na Universal algumas atrações clássicas ainda estavam por lá: Back to the Future (De volta para o Futuro, onde hoje fica os Simpsons), The Funtastic World of Hanna-Barbera (onde hoje fica a atração do Meu Malvado Favorito) e King Kong (onde hoje está instalada a montanha-russa da Múmia). Aliás, guarde o King Kong, porque ele também vai aparecer muito nessa série. Ele era um clássico das nossas fotos jacu.

De Loren na frente da atração
Back to the Future
Carro dos Flintstones na atração
The Funtastic World of Hanna-Barbera
Foto Jacu no King Kong (atenção especial para
a foto de Polaroid)

Mas a grande novidade da época na Universal era Terminator 2: 3D, a atração do Exterminador do Futuro, inaugurada em 1996. Para a época aquilo era incrível. Hoje já é uma atração possível de excluir do roteiro, mas quando vimos a primeira vez, ficamos muito impressionados. Nessa época ninguém imaginava que o Schwarzenegger ia virar governador da Califórnia. E veja como são as coisas: aquele filho dele com a empregada nasceu justamente em 1997 🙂

Folheto de divulgação da atração Terminator 2

Saindo de Orlando e seguindo para Tampa… A grande inauguração no Busch Gardens era a Montu, montanha-russa em que as pernas ficam penduradas e o trilho é suspenso. Super diferente para a época e muito radical.

 

Nosso registro na Montu

Bem, acho que conseguimos passar por tudo de mais importante dessa época. Seguimos agora para dezembro/ 1997. Exatamente, 11 meses depois dessa visita.

Te vejo lá!!!

Já conhece os serviços da Andreza?

14 comentários em “Minha vida e a Disney: Episódio 2 – Jan/ 1997”

  1. Nossa Andreza, estive na Disney em Fevereiro de 1997! Me vi em várias fotos suas! Tenho uma igualzinha no carro dos Flintstones! E realmente o castelo comemorativo estava lindo demais!
    Muito legal relembrar essa viagem! Beijos Patty

  2. Andreza, estou adorando estes posts! >DD
    É super bacana de notar as diferenças de atrações, as mudanças no cenário Disney e tudo mais. Super divertido também ver as mudanças no mundo, né? Celulares, fotos, o futuro Walt Disney na realidade hehehe…

    Parabéns! o/ ~~~

  3. Nossa! Muito legal seu post. Também visitei Orlando em 1998 e 1999 e adorei tudo. Ano que vem, pretendo levar meu filho de 11 anos e minha esposa. Pena que algumas atrações que visitei não existem mais. Gostava muito do King Kong e Terremoto. Sabe me dizer se elas ainda existem. Seria interessante escrever um post mostrando o que existia há 15 anos e que não existem mais.Passo no seu blog todos os dias. Parabéns!
    Um abraço.

    1. Marcio,
      A atração do terremoto existe com o nome Disaster. King Kong já fechou há bastante tempo.
      Mas não se preocupe que você vai encontrar coisas bem melhores 🙂
      Abraço

  4. Oi, Andreza!!
    Tão legal seus posts contando sua história ao decorrer dos anos com os parques.
    Mas entrei mesmo no blog pra te sugerir fazer uma postagem sobre as atrações já extintas, pra gente matar mais a saudades e ver mais ainda a evolução dos parques.
    Lembro que quanto fui em 99, andei no extinto Skyway, o teleférico e fiquei intrigada em ver um lago verde, com trilhos e uma caverna. Como o google ainda não era o pai dos burros, só vim saber que se tratava do 20000 mil léguas submarinas anos depois!
    Parabéns pelo blog!

    1. Puxa vida, Isabela.
      O que dá já estou colocando nesses posts. Não tenho registro em foto e mapas de todas as atrações extintas… infelizmente!
      Mas o que tenho, já estou publicando.
      Abraço e obrigada

    2. Desculpa, Andreza. Foi só uma sugestão mesmo. Imagino que você não tenha mesmo registro de tudo, porque o parque na sua primeira visita (em 93) já tinha 22, então anteriormente acho que você não tem registros próprios.
      Só dei a idéia porque é um assunto que me intriga e imagino que interessa a mais pessoas, e existem fóruns (em inglês) voltados aos fãs da Disney que relatam as extintas atrações.
      Bom, é isso. Obrigada pela resposta.

    3. Isabela,
      Imagina!!!! Não tem o que se desculpar…
      É que jamais imaginei que acabaria fazendo esse trabalho… Não tinha essa intenção. Então, às vezes tenho dificuldade de fazer posts, porque nem tenho foto de algumas coisas. Uma pena!
      Se eu pudesse voltar atrás… 🙁
      A ideia é legal, sim. Mas eu é que não tenho os registros necessários.
      Um abraço e obrigada (e desculpe se me expressei mal) 😉

  5. Também fui em 1998. Estava em lua-de-mel e o castelo com essa decoração é uma linda memória que tenho desse lugar… Apesar de ter ido outras vezes após, essa foi especial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *