/ Outros destinos

Onde foi gravada a série Stranger Things

Estivemos duas vezes no Estado da Georgia, mais especificamente na região de Atlanta. A primeira vez foi para numa viagem organizada por alguns motivos: 1- Atlanta fica a umas 7 horas de carro de Orlando, onde estamos morando atualmente, 2- daria para conhecer uma grande cidade dos Estados Unidos e 3- poderíamos visitar as locações das nossas duas séries favoritas: Stranger Things e The Walking Dead.

Nesse post vamos falar somente sobre as localidades onde foram gravadas as cenas de Stranger Things. O post sobre The Walking Dead você pode encontrar nesse link.

E é claro que passeamos em Atlanta também, e tem um post específico para as atrações da cidade. Veja aqui o que fazer em Atlanta.

Na nossa segunda visita fomos por conta de uma convenção que teria na cidade em outubro/2019 e aproveitamos para conhecer também as localidades usadas na terceira temporada de Stranger Things.

Como visitar as locações de Stranger Things

Para quem não conhece, Stranger Things é uma série da Netflix, que tem sido um grande sucesso no mundo todo, entre crianças, jovens e adultos. Apesar de parecer uma série de terror, é mais voltada para a aventura com a participação de várias crianças e jovens e faz até lembrar um pouco o filme E.T.

Antes de começar a relacionar cada uma das localidades onde foi gravada Stranger Things, vou deixar aqui o mapa com os principais pontos. No mapa vocês vão encontrar alguns marcados em vermelho e outros em azul. Os pontos em vermelho foram os que visitamos; os em azul nós não fomos, ou por serem locações de menor importância ou por qualquer outra razão.

Além disso vou deixar nesse link os endereços de todas as locações de Stranger Things. Você poderá se guiar pelo mapa, que você pode também abrir no seu celular e usar o GPS do Google Maps ou pode baixar e imprimir o arquivo com os endereços.

Você também pode ver todos os Stories que fizemos no Instagram aqui.

Um detalhe: a cidade de Hawkins, onde se passa a série, não existe; é apenas uma localidade fictícia. E como a série se passa nos anos 80, foram usados prédios com arquitetura da época. Essa é uma das razões de tudo ser tão distante. Apesar de na série tudo ser bem pertinho, na vida real as cenas foram gravadas num raio de mais de 100km, então não é possível visitar tudo rapidamente; os deslocamentos são grandes e carro é totalmente necessário para fazer esse tour. Para aluguel de carro indico a Rentcars, que tem bons preços e ótimas condições.

Aliás, uma coisa que aprendemos depois de visitar as locações de Stranger Things e The Walking Dead: na TV tudo é bem diferente da vida real, a começar pelas distâncias entre os locais, que nada tem a ver com a realidade nunca; ou é muito mais longe ou muito mais perto do que é mostrado. Tudo enganação! 😀

Outro detalhe que muita gente me perguntou durante a viagem é se dá para fazer um bate-e-volta de Orlando até essa região. É praticamente impossível! Só de viagem é umas 7 horas para ir, mais umas 7 horas para voltar. Mais o tempo para visitação das locações. Então eu sugiro pelo menos uns 2 dias, se optar por viajar de madrugada para ganhar tempo. Mas o ideal são uns 3 dias; um de ida, já com algumas visitas a locações, um segundo dia só de passeio pelas cenas e um terceiro voltando, incluindo outras localidades.

Nós nos hospedamos em Atlanta e de lá íamos para as cidades ao redor de carro. No mapa acima você consegue perceber como Atlanta fica bem no centro das cidades com locações de Stranger Things, então é um bom ponto para se locomover. Sem contar que é uma cidade com ótima estrutura de hotéis, atrações e restaurantes. Veja aqui opções de hotel em Atlanta.

Vamos deixar aqui algumas fotos que fizemos imitando as cenas da série. Levando em consideração que não tínhamos condições de modificar o local para as simulações e muitas vezes nem conseguir os mesmos ângulos, achei que ficou excelente. 🙂 Sem contar que foi muito divertido. E ainda levamos alguns dos nossos Funko Pop para fazerem parte das fotos.

Lugares onde foram gravadas as cenas de Stranger Things

Vou começar a listar as locações de baixo para cima do mapa. Vou mencionar o que hoje está instalado no local, mas essa informação é baseada na nossa experiência em dezembro de 2018. A situação dos prédios pode se alterar com o tempo; podem ser ocupados, desocupados, abrir um novo negócio… Então é impossível garantir o que você irá encontrar quando visitar.

Algumas localidades serviram de locação apenas da fachada e as cenas internas teriam sido feitas em estúdio. Já em outras, o local serviu para gravar as cenas internas também.

Outro detalhe: a maioria das casas usadas em Stranger Things são casas de verdade e moram famílias lá, portanto não é permitido chegar perto das casas. Além de ser crime (invasão de propriedade privada), não é legal entrar no quintal de alguém sem ser convidado, então não acesse esses locais; observe apenas da calçada. Nesses locais, em respeito aos moradores, nem descemos do carro.

Nas localidades que entramos para fotos, onde funcionam estabelecimentos comerciais, optamos por consumir algo no local para ajudar os comerciantes. Então compramos coisas no mercado e tomamos café no restaurante da série. Achamos que seria justo  “retribuirmos” as fotos que tiramos lá. 😉

Melvald’s General Store – É a loja onde a mãe do Will, Joyce, trabalha. É uma espécie de mercado na série; era uma farmácia na vida real, mas está fechado agora. As cenas internas foram gravadas dentro da própria loja. 2nd St, Jackson.

Biblioteca de Hawkins – Ali perto fica a Biblioteca de Hawkins. É o local onde o Dustin vai tentar achar mais informações sobre o “monstrinho” que ele encontra e o policial Hopper vai procurar mais informações sobre o Laboratório Hawkins. A biblioteca também aparece numa das cenas do Mundo Invertido. O local é na verdade o prédio da Corte do Condado de Butts. 25 3rd St, Jackson.

Cinema Hawk – No mesmo quarteirão está o Cinema Haws, onde o Steve picha a fachada com palavras ruins sobre a Nancy. No local existe na verdade um pub. 2 Oak St, Jackson.

Beco – Atrás do cinema fica o beco onde o Steve e seus amigos estão pichando as paredes também com frases sobre a Nancy, quando ela e o Jonathan chegam e esse último começa uma briga com o Steve. A entrada do beco é próximo do 125 W 2nd St, Jackson.

Escola Hawkins – Já em outra cidade a uns 40 minutos ficam os prédios das escolas das crianças e jovens da série. Como eles tem idades diferentes as crianças então na “middle school” e os jovens no “high school”. Os dois prédios são vizinhos e são escolas na vida real também. As cenas internas foram gravadas lá dentro, mas por se tratar de uma escola é complicado circular pelos corredores. 109 S Lee St, Stockbridge.

Hideway – Não muito longe dali fica o Hideway, o bar frequentado pelo policial Hopper. Não fomos nessa localidade. 112 North Berry Street, Stockbridge.

Casa do Steve – Já em outra cidade a uns 30 minutos dessa última fica a casa do Steve. É na piscina dessa casa que a Bárbara morre. Por ser uma residência, não é permitido acessar o quintal da casa. 8253 Carlton Rd, Riverdale.

Casa do Will – É um dos locais mais importantes da série, pois é lá que se passa a saga da Joyce para encontrar seu filho. Como é uma casa com moradores, não é permitido chegar perto da casa. 149 Coastline Rd, Fayetteville.

Bradley’s Big Buy – A uns 15 minutos da casa do Will está o Bradley’s Big Buy, o mercado que a Eleven invade e rouba algumas caixas de waffle. Na verdade ele se chama Piggly Wiggly e é um dos lugares mais legais de se visitar porque o dono do supermercado é extremamente gentil e mostra o local exato para fazer a foto perfeita, conta um monte de curiosidades e ainda mostra a caixa de waffle usada na cena. Por via das dúvidas tínhamos levado a nossa própria caixa vazia para fazer as fotos 🙂 As imagens internas da série foram feitas no local. Essa localidade aparece novamente na terceira temporada. 504 Center St, Palmetto.

Polícia de Hawkins – Mais uns 40 minutos a frente fica o prédio onde seria polícia de Hawkins. Atualmente o prédio, que não é da polícia, está fechado. As cenas internas também foram feitas no local. 8485 Courthouse Square West, Douglasville.

Arcade – Perto dali fica o arcade onde as crianças vão jogar fliperama. O prédio está fechado e não tem nada lá dentro. Algumas cenas internas foram gravadas ali também. 6501 Church St, Douglasville.

Family Video – Ao lado do Arcade fica o Family Video, a video locadora onde a Robin e o Steve vão procurar emprego no final da terceira temporada. 6503 Church St, Douglasville.

Benny’s Burger – Uns 10 minutos dali, mas já em outra cidade fica a lanchonete Benny’s Burger, que na verdade chama-se Tiffany’s Kittchen e serve café, almoço e jantar. É o local das primeiras cenas da série, onde a Eleven invade para comer e o dono do restaurante serve um lanche para ela, mas acaba morto pelos agentes do Laboratório Hawkins. Nós tomamos café da manhã por lá e sentamos na mesma mesa onde foi gravada a cena da Eleven comendo com o Benny e onde o Benny morre. 7413, Lee Rd, Lithia Springs.

Casa do Dustin – Uns 40 minutos dali ficam as casas da maioria das crianças e jovens da série. Ficam na mesma vizinhança. A do Dustin é a mais difícil de fotografar, porque além de ficar no meio de árvores, ainda é acima do nível da rua. Como é uma residência, não descemos em nenhuma dessas casas e somente tiramos fotos do carro. 2886 Piney Wood Dr, East Point.

Casa da Bárbara – 2980 Piney Wood Dr, East Point.

Casa do Lucas – 2550 Piney Wood Ln, East Point.

Casa do Mike e da Nancy – 2530 Piney Wood Ln, East Point.

Prefeitura de Hawkins – Na mesma cidade, mas mais próximo do centro, fica o prédio onde fica a Prefeitura de Hawkins, que aparece algumas vezes na terceira temporada. É nesse local que o policial Hopper vai confrontar o prefeito e acaba quebrando o nariz dele. O local estava vazio quando fizemos a nossa visita. 2777 E Point St, East Point.

Piscina de Hawkins – A 10 minutos dali, já na cidade de Atlanta, fica a piscina onde o Billy era salva-vidas na terceira temporada. Também trata-se de uma piscina pública, a South Bend Pool, e que só fica aberta durante os meses de calor e estava fechada durante a nossa visita. Só fizemos fotos do lado de fora. 2000 Lakewood Ave SE, Atlanta.

Pedreira – Uns 20 minutos adiante está a pedreira onde ocorre a cena dos garotos malvados da escola provocando o Mike, o forçam a se atirar do abismo e a Eleven o salva. Essa pedreira, que se chama Bellwood Quarry, também aparece na primeira temporada de The Walking Dead e nós íamos até lá, mas ela está em obras e vai abrigar um parque público. Então por conta dessas obras, que estão interditando algumas áreas, optamos por não visitar. Johnson Rd NW, Atlanta.

Laboratório Hawkins – Mais 20 minutos para frente está o laboratório Hawkins, que é na verdade um prédio de uma universidade. Me pareceu vazio lá dentro, mas como era final de semana e estava tudo fechado, mesmo, não deu para ter certeza. Entramos de carro no estacionamento que estava aberto e fizemos as fotos normalmente. Não havia placas informando ser proibida a entrada. 1256 Briarcliff Rd NE, Atlanta.

Local onde a Eleven suspende a van – Uns 25 minutos a partir dali está o local onde foi gravada a cena em que a Eleven suspende uma van que está perseguindo os meninos que estão fugindo de bicicleta. Como são residências, não descemos para fotos. 3782 Sarahs Ln, Tucker.

Casa da Max – Perto dali, a uns 10 minutos, fica a casa da Max, garota ruiva que só aparece na segunda temporada. Ela mora com o irmão problemático. Como ali moram pessoas “de verdade”, não descemos para fazer fotos. 5280 Moore St, Stone Mountain.

Cenas na floresta – A maioria das cenas de floresta e no trilho do trem foram feitas no Stone Mountain Park, que nós acabamos não conhecendo. É um parque com muitas atrações e vale a pena ficar algumas horas lá dentro. 1000 Robert E Lee Blvd, Stone Mountain.

Enzo’s Restaurant – A mais ou menos 25 minutos dali fica o restaurante Dominick’s que se transformou no restaurante Enzo, onde o Hopper espera pela Joyce para jantar e ela acaba esquecendo do compromisso. Na saída um dos russos está sentado bebendo no balcão e nitidamente estava seguindo o policial. Trata-se de um restaurante italiano e almoçamos por lá. Inclusive fiz reserva e pedi para que a mesa, se possível, fosse onde foi gravada a série e eles gentilmente atenderam. 95 S Peachtree St, Norcross.

Starcourt Mall – 15 minutos adiante fica o shopping que foi cenário para muitas cenas da terceira temporada. Ele na verdade se chama Gwinnett Place Mall e é conhecido como “shopping fantasma” porque tem pouquíssimos frequentadores. Estivemos lá em pleno 24 de dezembro, dia de pico nas compras, e o shopping estava super vazio e com muitas lojas fechadas. A área onde está foi gravada a série estava fechada ao público no momento e não era possível ver nem tirar fotos. A considerar pela quantidade de pessoas que frequentam o lugar, acredito que não falta muito para esse shopping ser fechado de vez, inclusive já tem notícias que o shopping está à venda; só não se sabe o que pode ser feito com o local. Ring Rd NW, Duluth.

Hawkins Post – A uns 40 minutos ao sul, na cidade de Lithonia, fica o prédio que serviu de cenário para o jornal Hawkins Post, onde a Nancy e o Jonathan trabalham. O prédio estava fechado e vazio no momento da nossa visita. 6980 Main St, Lithonia.

Quando sair a quarta temporada atualizaremos o post com novos endereços para serem visitados, mas por enquanto essas são as principais localidades de Stranger Things para se visitar. Se for até lá, nos conte o que achou e se você curtiu tanto quanto nós 😉

Post atualizado em outubro/2019

Já conhece os serviços da Andreza?

One thought on “Onde foi gravada a série Stranger Things”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *