/ Minha vida e a Disney

Minha vida e a Disney: Episódio 5 – Set/ 2001

E aqui estamos nós para mais um capítulo da série MINHA VIDA E A DISNEY. No último episódio estávamos em outubro/ 1999. E vamos pular para setembro/ 2001. Algumas coisas muito bacanas aconteceram na minha vida nesse período.

A mais importante delas foi uma viagem para a Califórnia em março/2000, onde passei 30 dias estudando e mais 10 viajando. Fui sozinha para São Francisco, estudava de manhã e participava de mini excursões à tarde com a escola. Aos finais de semana eu fazia passeios por cidades próximas. Conheci lugares lindos como Monterey, Carmel, Sausalito, Yosemite… Visitei o parque Six Flags Discovery Kingdom. 

Ah! Para quem não sabe, o Six Flags é uma rede de parques temáticos. São mais de 10 parques espalhados pelos Estados Unidos. Tem opções perto de Chicago, Nova Iorque, Washington, San Francisco, Los Angeles e outras cidades.

Eles possuem umas montanhas-russas incríveis! Aliás a melhor montanha-russa que eu já andei fica num Six Flags. Então se gosta de montanha-russa e vai para os Estados Unidos, veja se não tem um Six Flags pertinho…

Monterey - California

Bem, voltando… Foi nessa viagem que eu vi neve pela primeira vez. Em Lake Tahoe, no norte da Califórnia neva e era final de inverno, então tinha muita neve ainda. Foi uma emoção!!
Lake Tahoe sediaria as próximas Olimpíadas de Inverno, então em vários pontos das montanhas estavam decorados com os anéis olímpicos. O lugar tem uma paisagem incrível!!!

Lake Tahoe

Na última semana de curso meu pai chegou à São Francisco também. Eu estudava de manhã e apresentava a cidade para ele à tarde. E no último dia de aula, alugamos uma carro para ir até Los Angeles e Las Vegas. Conhecemos Los Angeles e Hollywood. E á claro que fomos à Calçada da Fama, até o letreiro de Hollywood… Aquelas coisas beeeem turistonas… E olha a estrela de quem eu encontrei! Meu amigo Mickey!!!!!!!!!!

Calçada da Fama - California

Conhecemos também a Disneyland, a Universal Hollywood e o Knotts Berry Farm, um parque de diversões, que sinceramente nem lembro direito o que tinha; só fomos porque minha irmã era louca pelo Snoopy (que é o mascote do parque) e fomos lá registrar umas fotos e comprar umas lembrancinhas.

Disneyland California

E as pessoas me perguntam: “se você já foi para os parques da Califórnia, por que não tem nada sobre eles no blog?” Pois é, mas já faz tanto tempo, tudo mudou tanto, que não tenho condições de falar nada de lá. Sem contar que quase não tenho fotos, registros…

Para vocês terem uma ideia o segundo parque da Disney lá, o California Adventure, estava em construção e só foi aberto um ano depois. Então nós vamos combinar o seguinte: só falo de parque da Califórnia quando voltar para lá. Fechado? Puxa vida, agora vou ter que ir… Ai que problema!! 😉

Mas já vou logo adiantando: não espere na California o que você vê em Orlando. Tudo é muito menor e mais antigo, até porque a Disneyland foi inaugurada em 1955. A grande decepção fica com o castelo que é minúsculo; muito pequeno!!! Então vá de cabeça aberta, pois não é a mesma coisa. Aliás, quando fomos o parque estava comemorando 45 anos. O parque estava todo decorado para a celebração e uma parada especial era apresentada para comemorar.

Ah!!! E por falar em Disney, Hollywood, etc… Durante um dos nossos passeios em Hollywood nos deparamos no meio de uma grande avenida com uma imagem estarrecedora: O Hollywood Tower. Para quem não está ligando o nome à pessoa, o Hollywood Tower é o hotel que serve de tema para a atração Tower of Terror. Paramos no meio da avenida para garantir uma foto.

O hotel existe de verdade. Ele foi inaugurado em 1929 e hospedava grandes estrelas de Hollywood na era de ouro do cinema. Segundo fontes o hotel está totalmente revitalizado. A diária mais barata é de R$500,00. Dizem que não é assombrado e o elevador é seguro 🙂

Foto by Andreza Trivillin - Hollywood Tower Hotel

Seguimos para Las Vegas. Que lugar incrível. Como o ser humano conseguiu fazer algo tão grandioso no meio do deserto? Coisa de louco… O lugar é demais! Tudo grande, suntuoso… Um escândalo!

Las Vegas

Mas eu acho que o ponto alto foi o passeio de helicóptero pelo Grand Canyon… Te chorar! De verdade… Você se sente um nada naquela imensidão seca e árida… Passeio caro, mas lindíssimo!

Grand Canyon

Grand Canyon

Essa viagem foi um sonho!!! Eu tinha 22 anos. Foi minha primeira (e única) viagem sozinha. Conheci pessoas de várias partes do mundo. Fui obrigada a falar inglês, coisa que era um terror para mim. Visitei vários lugares… E foi a primeira vez que eu e meu pai fizemos uma viagem sozinhos.   Uma experiência sensacional. Tenho um carinho muito grande por essa viagem.

Aliás, quero fazer um parênteses para dizer que meu pai é um tremendo companheiro de viagem. Topa tudo, curte tudo! Adora foto jacu (vai seguindo que você vai confirmar isso por si só)… Adoro viajar com ele!

Bem, vamos retomar…

Splendour of the SeasLembra do namorado que virou marido? Então… Em março de 2001 ficamos noivos. Estávamos numa viagem de navio no Splendour of the Seas, eu, ele, meu pai e uma namorada dele (já falo disso já) e o namorado levou as alianças escondido para “me pedir em casamento” na noite do capitão. Fofo ao extremo!

Coloquei o “pedir em casamento” entre aspas, porque já estávamos comprando apartamento, começando a ver umas coisas para o casamento e nem íamos fica noivos. Então a coisa já estava engatilhada e ele sabia que eu não ia falar não… hehehe. Mas foi muito lindo! E como até nesses momentos de emoção a gente não dispensa uma foto jacu, olha a gente bancando o Jack e a Rose de Titanic: “eu sou o rei do mundo”…

Splendour of the Seas

Splendour of the Seas

Minha loirice durou uns 2 ou 3 anos. Em 2001 voltei para o castanho e nunca mais voltei a ser loira; dá um trabalho do cão! E o que rolava no mundo nessa época? E-mail já era a forma mais rápida e prática de se comunicar. Era incrível ver sua mensagem chegando na hora para a outra pessoa. Moderníssimo!!!

Splendour of the SeasFilmadoras e câmeras digitais já começavam a ser uma realidade. Eu já tinha uma filmadora digital… Não conseguia nem acreditar que eu mesma conseguia editar meus vídeos.

O mundo vivia uma calmaria. Até que em 11 de setembro de 2001 acontece aquele terrível atentado que matou quase 3000 pessoas e que mudou o mundo para sempre. Nunca se imaginou que dois aviões poderiam ser “arremessados” em dois dos prédios mais altos do mundo. Ali o mundo perdeu sua inocência.

A partir daquela data as viagens nunca mais foram as mesmas: um forte esquema de segurança ronda os aeroportos, processo para liberação de vistos ficaram mais rígidos e uma sensação de “pode ser a qualquer momento novamente” passa pela cabeça das pessoas, mesmo que rapidamente, quando estão em países considerados “visados” pelos terroristas.

E foi no meio disso tudo que estávamos programando outra viagem para a Disney. O atentado foi dia 11 e nosso embarque seria dia 25, exatamente duas semanas depois.

Estava tudo pronto. E aí ficou aquela dúvida: vamos ou não vamos? Espaço aéreo dos Estados Unidos fechado, dólar subindo, risco de guerra…

Acabamos que fomos! Foi uma situação estranha.Tinha um clima de melancolia no ar e também de certo stress.

Bandeiras dos Estados Unidos estavam espalhadas por todos os locais, muito mais que o normal. Revista de bagagem e bolsas em todos os lugares, um ambiente bem estranho…

E os parques bem vazios!

Eu diria que essa foi a minha “menos legal” viagem à Disney. Não por causa disso. Mas porque foi mais chatinha, mesmo… Estávamos só em 4 pessoas: eu, noivo (notem que ele mudou de status), pai e a tal namorada dele.

Na verdade meus pais já tinham se separado há pelo menos uns 3 ou 4 episódios atrás, mas sempre mantiveram um bom relacionamento, não tinham novos companheiros, então sempre viajávamos todos juntos.

Mas meu pai agora tinha uma namorada que foi com a gente. E que confesso, não era a pessoa que eu mais amava na vida.

Então acho que juntou o 11 de setembro, a quantidade pequena de pessoas com a gente, a namorada-meio-chatinha e isso fez dessa a mais “boboca” das minhas viagens à Disney. Foi ruim? Claro que não! Lá é sempre bom; só foi “sem emoção”.

A Disney comemorava o centenário de nascimento de Walt Disney. E foi quando o grande chapéu azul foi construído e nunca mais removido do Hollywood Studios. E foi quando instalaram a atração-museu One Man’s Dream no mesmo parque.

Hollywood Studios

Conhecemos o Thyphoon Lagoon, o parque aquático “praiano da Disney. Eu ainda gosto mais do Blizzard Beach, por causa do clima de neve. Mas é um parque bem bacana.

Thyphoon Lagoon

Thyphoon Lagoon

E como eu já disse, eu já tinha uma filmadora portátil e nada melhor que filmar tudo. Então nesse episódio estou trazendo alguns vídeos que fiz na época e vou focar naquelas atrações que foram extintas, para vocês conhecerem. Não são ótimos vídeos, já que estamos falando das primeiras filmadoras digitais, mas já dá para ter uma boa noção.

No episódio 1 falei que existia uma atração do Rei Leão no Magic Kindgom, onde hoje é o Mickey’s PhillarMagic. Era o The Legend of the Lion King que foi apresentado entre 1994 e 2002. Era uma espécie de teatro de marionetes. Era bem bonitinho, mas simples… Tenho um pequeno clipe do show.

No episódio 2, falei de um show do Corcunda de Notre Dame, apresentado no Hollywood Studios, apresentado entre 1996 e 2002.

No Animal Kindgom, Pocahontas tinha sua própria apresentação, era Pocahontas and her Forest Friends, apresentado até 2008. Ela falava da importância da preservação da natureza e cuidado com os animais. Alguns animais também entravam em cena, como esquilos, gambás e pássaros. Bem bonitinho para as crianças, mas chato para quem não entende o idioma.

E no Epcot, algumas celebrações pela virada do milênio ainda ocorriam, como a parada Tapestry of Nations, uma parada meio modernosa, cheia de simbologia, e até um pouco estranha, mas que tem uma música que me arrepia até hoje.

Conhecemos o Boardwalk, uma área de lojas e restaurantes mais sofisticados localizada entre o Epcot e Hollywood Studios. O local imita uma atmosfera de cidades costeiras americanas na década de 20. Só temos essa foto andando nessa bicicleta família que alugamos por lá. O vídeo está escuro; não merece nem ser colocado aqui.

Disney's Boardwalk

E vocês acreditam que a última vez que pisei em Busch Gardens foi em 2001? Nunca mais voltei lá. Da próxima não passa 🙂

Fizemos a nossa primeira refeição com personagens, no Garden Grill no Epcot. Ficamos viciados e a partir daí sempre tem refeição com personagem nas nossas viagens…

Foi nessa viagem também que fizemos a nossa primeira foto montagem no ImageWorks com personagens e quando nos eternizamos no Leave a Legacy no Epcot.

E foi dessa vez também que fomos, a primeira e única vez até hoje, ao Disney Quest. Garantimos alguns registros bem bacanas com alguns personagens que não costumam aparecer mais para fotos…

Popeye e Olívia

Capitão Boeing

E para fechar com chave de ouro, mais uma seleção das nossas fotos jacu, tosca, babaca, “non sense”, ridícula… chame como quiser!

Sairemos daqui direto para janeiro/ 2010. Isso mesmo, 2010. Fiquei quase 9 anos sem ir para a Disney. Mas vocês vão saber porque… Vejo vocês em 2010!

Já conhece os serviços da Andreza?

10 thoughts on “Minha vida e a Disney: Episódio 5 – Set/ 2001”

  1. Nossa!! Acabei de conhecer seu blog, estou querendo ir a Orlando ano que vem. Comecei a procurar dicas, inclusive porque sou totalmente inexperiente em viagens internacionais, por ajuda do nosso querido "São Google" cheguei aqui, e que bom que cheguei exatamente no seu cantinho.
    Andreza, que blog lindo de se ver e ler, dicas preciosas. Dizer que já me tornei fã pode parecer exagero, mas não trata-se de uma inverdade. (rs). Parabéns pela dedicação, cuidado e disposição. Um abraço.

  2. Andreza, dizer que sou blog é ótimo já é quase um clichê, estou amando.
    Veja, pretendo ir em Outubro/2014 com marido e dois filhos de 11 (menino) e 7 anos, (menina) "perdida tentando se encontrar" é o meu lema. (hehe). Enfim, gostaria de saber se nessa época costuma ter promoção? Quais os parques "não devo deixar" de ir? Onde ficar? Quantos dias ficar para aproveitar bem?Estou pensando em 10 dias. Comprar pelo site da Disney é mais seguro e melhor? Não preciso do aéreo, mas gostaria de fechar um pacote com hotel, parques e alimentação, (se compensar) (Ufa!). Lembrando que meu orçamento é econômico. Desde já agradeço e muito a atenção.

    1. Ana,
      Outubro tem ano que tem promoção, tem ano que não. Setembro é mais garantido que tenha promoção.
      De 10 a 12 dias é um bom período.
      Acho que os 4 parques da Disney e os 2 da Universal são praticamente obrigatórios.
      Se quando for fechar, precisar de ajuda, posso auxiliar.
      Abraço e obrigada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *